A médica formada pela Universidade Federal do Pará com residência em anestesiologia se notabilizou com a chamada “experiência de Belém” em maio de 2020